sábado, 12 de outubro de 2019

FERNANDA MONTENEGRO

Quem faz o seu ofício se sente próximo do paraíso


Fernanda Montenegro, atriz, ao completar 90 anos.

terça-feira, 1 de outubro de 2019

GEORGES DUHAMEL

Se queres achar amizade, doçura e poesia em qualquer parte, leva-as contigo!

Georges Duhamel, médico, escritor e poeta francês.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

MARC ANDREESSEN

"A mudança de hábitos ocorre mais rápido quando tem um motivo para acontecer."

Marc Andreessen, criador do Mosaic, o primeiro navegador gráfico da web, e co-fundador do Netscape.

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

GULHERME SARGENTELLI

"O fim de tudo me aguarda
Para por fim em tudo".

Guilherme Sargentelli, poeta. Versos finais de um de seus poemas.


quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

GERIVALDO NEIVA

"Para os que defendem os paradigmas e dogmas de suas crenças atuais – sejam católicos ou evangélicos – como condições imprescindíveis à salvação e conquista do céu, é de se perguntar: então, os Tupinambás, por tantos 'pecados' cometidos – da embriaguez ao homossexualismo – estariam todos no inferno? Se sim, então não seriam filhos de Deus? Se não, então viva a liberdade de todos os povos em todas as fases da história da humanidade!"

Gerivaldo Neiva é Juiz de Direito (Ba), membro da Associação Juízes para a Democracia (AJD), membro da Comissão de Direitos Humanos da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Porta-Voz no Brasil do movimento Law Enforcement Against Prohibition (Leap-Brasil)

terça-feira, 7 de novembro de 2017

STEVE COLL


"As pessoas querem notícias que confirmem as crenças que já carregam e não querem ser desafiadas por novas ideias."

Steve Coll, reitor da faculdade de jornalismo da Columbia University, sobre os desafios para a liberdade de expressão.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

EÇA DE QUEIROZ


"A mocidade tem dessas esplêndidas confianças; só por amar a verdade imagina que a possui e, magnificamente certa da sua infalibilidade, anseia por investir contra tudo que diverge do seu ideal, e que ela portanto considera erro,irremissível erro, fadado à exterminação."

Eça de Queiroz (1845-1900), um dos mais importantes escritores portugueses. Autor de Os Maias e O Crime do Padra Amaro.